quinta-feira, 12 de março de 2009

Confesso

Confesso que fui um dos caras contrários à vinda do Ronaldo ao Corinthians.

Achei uma pura jogada de marketing, que não renderia fruto nenhum dentro do campo de jogo.

Achei que seria mais uma "Dualibada", estilo MSI, Excel, Hicks Muse.

O Corinthians não consegue ver que é grande simplesmente pelo que é, quer sempre parecer mais, e quando alguém dá um passo maior que a perna, já sabe...

Confesso que continuo com a opinião que dentro de campo o Corinthians não fez a coisa certa.

Seria muito melhor investimento ter contratado alguns jovens como fez o Palmeiras, ou até experientes como Washington do São Paulo.

Ronaldo não é garantia de títulos, e a euforia de agora pode acabar com uma possível desclassificação em alguma competição.

Mas confesso que subestimei o poder de marketing do Fenômeno. Ele é muito maior do que todos imaginavam. Todos menos Andres Sanches e Luiz Paulo Rosemberg. Parabéns aos dois.

E, mais do que tudo, confesso que subestimei o Fenômeno dentro de campo. Como teria sido bom se ele não tivesse deixado o país tão cedo para brilhar na Europa.

Ontem no Pacaembú a festa para ele só não foi mais bela do que sua superação e a demonstração cada vez maior de que Ronaldo é um dos maiores de todos os tempos.

Parabéns Ronaldo, parabéns Fiel, parabéns Corinthians!

Abaixo, entrevista coletiva do Fenômeno após a partida:

2 comentários:

Henrique Foca disse...

Claro que opinião né Bello, mas acho que se o Romário até quase 40 anos foi artilheiro do Campeonato Brasileiro, o Ronaldo que esta passando por uma fase de transformação (pra virar um jogador da gde área), vai com certeza se dar bem nessa também.
Bate muito bem na bola, se movimenta como poucos e sinceramente, diferente de jovens talentos que poderiam chegar, ele não treme em decisões... é o tipo de jogador que, pelo contrário, cresce nelas!
Abraço cara!

[hugo] disse...

Ganhando um post aqui. Obrigado

Twitter Updates

    follow me on Twitter